São Paulo terá a maior fábrica de vinil da América Latina

Michel Nath

Michel Nath na sua fábrica de vinil, que ele pretende colocar em operação nos próximos meses. Foto: Folha de São Paulo

Com o passar do tempo o modo de se ouvir música também mudou. CDs, MP3 e agora o modo streaming, com o Spotify ou Tidal, são algumas alternativas para quem deseja ouvir música. O bom e velho vinil foi deixado um pouco de lado, entretanto, nunca deixou de ser o jeito preferido de muita gente na hora de curtir aquele som.

Quem tem um toca-discos em casa ou é DJ sabe que a experiência sensorial de se ouvir um vinil é indescritível. Aliás, o mercado de discos de vinil chegou a crescer 30% no mundo no ano passado; sobretudo, no Brasil, o ritmo de crescimento seria semelhante.

Tendo isso em mente, o DJ e produtor Michel Nath promete revolucionar a produção de vinil aqui em terras Tupiniquins e no mundo. Ele contou à Noize que resolveu resgatar as 7 prensas da extinta gravadora Continental de um ferro velho e colocá-las de volta à ativa, a fim de de marcar o reinício da segunda (e maior) fábrica de discos de vinil da América Latina!

Leia a reportagem completa no e-djs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *